sexta-feira, 23 de maio de 2008

Desculpa filha


A minha filha, a minha querida filha a quem eu peço 1000 desculpas, andava com o cabelo muito grande. A franja sempre nos olhos, a cabeça levantada para conseguir ver alguma coisa. Podia ser uma querida e manter as fitas, ganchos ou elásticos que lhe punha, mas não. Tirava tudo sempre. Assim, e como já tinha feito uma vez, resolvi cortar-lhe a franja. Tomou banho, penteámos o cabelo e, sentadinha no móvel do lavatório, preparou-se para cortar o cabelo. Expliquei-lhe que tinha que ficar sossegadinha e ela ficou. Olhou para mim uito compenetrada do que lhe estava a fazer e tudo correu bem, na primeira passagem da tesoura. Cortei mesmo ao nível da sobrancelha. Quando segurei o cabelo para cortar segunda vez, ao lado, ela desviou a cabela no momento exacto que eu ia cortar. Resultado: mesmo no meio da franja tinha um corte bem mais acima. Tive que cortar tudo à quele nível. O resultado foi o que está na foto. Fiquei em estado de choque e muito triste. Embora que o cabelo dela cresça muito depressa. Ela toda contente a olhar para o espelho e eu quase a chorar.

Mas depois experimentei e achei a solução: ainda dá para pôr fitas e elásticos a fazer o repuxo bem no meio da cabeça. Tadita. Só não dá para pôr ganchinho mas enfim. E depois de seco e de algumas horas já não fica com este aspecto até porque o cabelo dela é muito encaracolado.

Peço desculpa filha mas parece-me que isto é uma tradição de mãe para filha, a minha mãe também me fez uns cortes de cabelo bem ridídulos... Claro que não ponho a foto porque tenho vergonha, certo???

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

    ResponderEliminar
  2. Olá querida!
    Hoje em dia já não tem esse problema, muita gente usa assim!
    Eu também não gosto muito é certo, mas há quem goste, principalmente artistas, gostam muito de franjas curtas.
    Vi muitas bailarinas assim quando trabalhei num espaço que faz residencias e espectáculos, e acabei por me habituar a ver esse penteado.
    É bem prático!
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  3. Bom Mónica, eu espero que a minha filha se considere uma artista... Mas afinal não está tão mal como inicialmente eu achava. Vai melhorando, mas logo a seguir ao banho... coitadita.

    ResponderEliminar